Site das Faculdades de Engenharia de Computação e Engenharia Eletrônica da Unisanta - Santos - SP
eXTReMe Tracker

Alunos de Engenharia Eletrônica da Unisanta desenvolvem dispositivo em LED de tratamento mais rápido para artrose e outras doenças

Por Lucas Santos (ASSECOM)
Publicada em 08.02.2017

Dois formandos de Engenharia Eletrônica da Universidade Santa Cecília desenvolveram um projeto para tratamento de pacientes que possuem artrose no joelho e outras dores musculares no corpo, como Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Trata-se de um aparelho composto por 180 LEDs (Light Emitting Diode), que traz o mesmo resultado que a forma atual, através de laser, porém de uma maneira mais rápida e prática. Enquanto o tratamento atual com a caneta de acupuntura a laser dura entre 30 e 40 minutos, os 180 disparos simultâneos em LED levam cerca de um minuto.

A avaliação para obter o resultado foi feita pelos professores da Clínica de Fisioterapia da Unisanta, com voluntários portadores de artrose no joelho, distribuídos em dois grupos iguais de estudo.

Segundo o professor mestre Ivan Barreira Cheida Faria, Coordenador do Curso de Fisioterapia da Unisanta e que foi coorientador da dupla Eliany Cristina Marques Costa e Haroldo Miranda Da Silva, o dispositivo é específico para aliviar dor, processo inflamatório e pode ser usado também para tratamentos neurológicos e ortopédicos.

“O laser convencional só dá um disparo por vez, esse dá 180 disparos ao mesmo tempo. Além disso, dá para pegar uma área maior, de uma forma rápida e muito mais eficiente. Os resultados são tão positivos quanto qualquer outro tipo de equipamento”, afirma Ivan Cheida Faria.

Baixo custo – Outro importante fator é o baixo custo do projeto. Enquanto o aparelho convencional custa cerca de R$ 25 mil, os engenheiros gastaram menos de R$ 300 (trezentos reais) na construção do aparelho, o que ajuda a ampliar e facilitar o atendimento aos pacientes no País, de acordo com o especialista.

“Hoje em média de 70% das pessoas sofrem de dor crônica. Com um equipamento deste, nós barateamos o acesso da população a tratamentos eficientes para alívio de dor e atendemos mais gente. O profissional da área pode comprar vários aparelhos para sua clínica e, desta forma, ampliaria os atendimentos à sociedade”, concluí o fisioterapeuta.

Para chegar ao mercado, o projeto leva em torno de cinco anos, pois são necessários mais testes e é necessária a regulamentação e aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), o que torna difícil segundo o especialista, devido a questões burocráticas.

Os LEDs foram testados e aprovados pelo Centro de Pesquisas em Ótica e Fotônica da USP de São Carlos (CEPOF). Os alunos um ano e meio para pesquisa, estudo, validação e montagem do trabalho. O orientador (Engenharia Eletrônica) foi o Prof. Me. José Daniel Soares Bernardo.


Engenharias em destaque



Alunos da Faculdade de Engenharia Eletrônica da Unisanta desenvolvem central microprocessada para o gerenciamento de água


Unindo conceitos de mecânica e eletrônica, alunos de Engenharia de Computação participam de competição de desenvolvimento de braços robóticos


Vinicius Heltai, ex-aluno de Engenharia Eletrônica da Unisanta: pesquisador e professor universitário


Ex-aluna da Faculdade de Engenharia de Computação da Unisanta, Priscila Cardozo é analista de suporte PMP na multinacional IBM


Alunos da Faculdade de Engenharia Eletrônica da Unisanta desenvolvem instrumento musical com cordas simuladas através de feixes de luz


Diego Pereira, ex-aluno da Faculdade de Engenharia de Computação, atua na gestão de projetos de monitoração da Bolsa de Valores de São Paulo


Marcos Alves, ex-aluno de Engenharia de Computação, é Engenheiro Consultor de Redes na multinacional Cisco Systems

 

 

© 2007-2016 Universidade Santa Cecília - Todos os direitos reservados.
Rua Oswaldo Cruz, 266 - 11045-907 - Boqueirão - Santos - SP - Brasil.
Tel: (13) 3202-7100 - Fax: (13) 3234-5297.